O Produtor Iky Castilho solta seu segundo volume da série de hip hop instrumental mergulhado no jazz, flertando com baião, reggae, choro e até mesmo o funk carioca, mas de uma forma totalmente inteligente e muito elegante. Em contrapartida ao primeiro volume, esse se mostra com uma cadência mais nebulosa e uma atmosfera introspectiva em sua melhor forma substancial. O espectro dos beats atua quase que como coadjuvante entre pianos já que a narrativa tem muito em dizer sobre arranjos, melodias e detalhes que quando encontrados mostram toda sua beleza. E assim como o  jazz trazido das margens barrentas do mississippi e não como manda os acordes corretos dos eruditos, esses não lidam com o jazz de verdade, a forma que é tocado é do jeito que se sente e aliás, nunca se é tocado da mesma forma assim como nenhum homem e nenhuma mulher amanhece todo o dia a mesma pessoa.

Este disco não contém fins lucrativos e pode ser baixado em:  Download

Anúncios