PORTO – Odradek (2013)

foto divulgação_porto

(foto Paulo Borgia)

Porto é o projeto do baterista Richard Ribeiro, músico paulistano conhecido por acompanhar diversos artistas, entre eles Mauricio Takara, Gui Amabis, Guizado, Pélico, Dudu Tsuda,Chankas e Bodes & Elefantes. Em Porto, destacam-se as bases sintetizadas e os arranjos rítmicos na bateria e no vibrafone com melodias e temas tocadas pelo guitarrista Regis Damasceno (Cidadão Instigado).  Em 2008 saiu o disco Fora de Hora, e agora lançam “Odradek” com arte  de Gustavo Rates. Um show onde a  ideia central é apresentar ambientes e texturas diversas que convidam o público a criar imagens a partir do diálogo entre os temas da guitarra e os ritmos da bateria, acompanhados por arranjos de vibrafone e por sons sintetizados. A abordagem do duo leva a uma experiência sinestésica ou “afrocinematográfico-minimal”, como o projeto já foi descrito, mas que vai muito além de meras descrições,  Porto é atemporal.

O disco está disponível pra download e venda no próprio site da banda. Confiram.

PORTO – Odradek (2013)  – Dowload 

capa final

 

+ infos

http://www.portoduo.com/

Bad Brains – Into the Future (2012)

81e71db2ae97cd4aa94d98b10b769cc7-576x333

O encontro do hardcore, reggae, dub, atitude , o divisor de água no meio punk. O bad brains sempre foi um diferencial e a cada música prova isso sem precisar provar nada pra ninguém. Visionários, experimentaram a fusão de estilos quando todos pensavam em ficar na mesmice, o disco “into the future” traz tudo que o bad brains sabe fazer de melhor do dub ao hardcore,  mostra  o verdadeiro sentimento de maturidade,  total liberdade e experimentação musical com direito a capa assinada pelo monstro da arte  Shepard Fairey e uma música em homenagem ao gênio que infelizmente faleceu, Adam “MCA” Yauch . Como não poderia deixar de ser, mais um disco que fica pra história, obra prima.

 

Download 

BadBrainsIntoThecover1

 

Winteryard – The place where I’ve been before EP

Ambiente,  calmaria , um lugar que talvez você nunca esteve antes mas que através desse primeiro ep do projeto Winteryard , irá te conduzir pelas nuances, melodias, melancolias cantadas através da voz de Priscila de castro, que além da voz assina as guitarras, baixo e piano eletrônico. A textura remete a um lo fi muito sofisticado mas que passa despercebido ao soar do minimalismo entre quase nada de percussão e o preenchimento da voz e guitarras.  Tal qual se destaca não por soar gringo mas por tentar fugir do clichê.

+ infos

www.facebook.com/Winteryard

Title Fight – Floral Green

A maior manifestação nas músicas do Title Fight é a sinceridade, quanto mais longe vão mas soa honesto, o que acaba gerando uma identificação.  Quando a estagnação bateu a porta do hardcore/punk /alternativo eis que surge quatro garotos de Kingston, Pennsylvania para dar um soco no estômago da mesmice e uma injeção de criatividade, inovação e sentimento no meio que transitam, acabando por se tornar mesmo tão jovens, já referencial para algumas bandas.  Surpreendem a cada música,  nas sutilezas de cada composição, a cada imersão nos leva pra intimidade pelas entrelinhas das letras subjetivas, da emoção real, de uma experiência direto com o mundo. Floral Green é o mais novo apaixonante e surpreendente trabalho da banda que ao contrário do anterior a tônica não são as músicas rápidas, mas sempre muito bem trabalhadas. Confesso que é sempre difícil amar um disco mais que outro, mas é questão de tempo, pois um álbum tão refinado como esse nunca deixa a desejar .

Download 

+ infos

http://titlefight.tumblr.com/

ELMA

A narrativa experimental flertando pelas belas doses das linhas concentradas do metal faz do Elma uma banda ímpar. Seu estilo livre de rótulos busca na música o atemporal e a forma inovadora ao menos tempo que cabe em qualquer  local do gênero mas sem ser no lugar comum. O novo disco do Elma, o primeiro full da banda, intitulado simplesmente Elma LP que sai em vinil pela submarine records traz uma atmosfera torta e sombria como o expressionismo alemão com partes inesperadas , desfechos que você nunca imaginaria que poderia caber em uma música. Talvez ao ouvir, de certa forma, você imagina o que vem a diante como em uma cena de um filme , mas sutilezas aparecem pelo caminho, texturas, quedas, ambientes, ora nebulosas ora densas que fazem completo sentido dentro de uma genialidade que só reforça tal identidade.  É praticamente impossível encontrar semelhança em qualquer aspecto, talvez referências , mas será uma tentativa frustrada, a construção através do instrumental nada linear nos leva como uma trilha sonora que foge de categorizações e discorre por guitarras pesadas , baixo e bateria como uma carruagem pra suportar toda bagagem, afinal a banda celebra mais de 10 anos de estrada com material finíssimo saindo em vinil, no caso nos resta ouvir essa maravilha tão (des) construída  e tão fluida quase simples, quase hermética ou simplesmente FODA.

Você pode baixar o disco do Elma  grátis pelo site da banda www.elmaband.com

+ infos

facebook.com/bandaelma

http://www.submarinerecords.net/

TEST- ARABE MACABRE

Para o lançamento do novo material,  “ARABE MACABRE”, o duo TEST (joão Kombi/barata) fizeram um projeto de CROWDFUNDING, no Catarse, para recuperar o investimento que foi utilizado para gravar o disco. Mas antes mesmo que pudessem terminar de ouvir qualquer música da banda, a meta foi atingida com sucesso e o download foi liberado na própria página da banda no facebook.   O TEST é uma das bandas mais criativas e respeitadas não só no meio do death/metal /grind / hardcore mas em todo e fora do circuito independente , se destacam pelas ocupações que fazem em vários lugares saindo por ai em uma kombi com um gerador de energia e equipamentos, se apresentando nas ruas onde quer que o público esteja.  Apresentações por conta própria, o faça você mesmo visceral na prática sem vaidade, mostrando que não precisa de muito pra mostrar que o underground funciona, e muito bem. Sem mais delongas, baixem, divulguem, apoie a cena ou morra.

DOWNLOAD –

 

+ infos https://www.facebook.com/testgrind

Monkey Jhayam – Já Basta

Imagem

Jean Marcus aka Monkey Jhayam um dos mc’s mais versáteis da atualidade, com corpo e alma e uma vertente jamaicana, seus trabalhos mergulhados na cultura africana, passeando pelo roots reggae, dub, ragga, hip hop. A pluralidade musical em forma de prosa poética nas letras, bradando refrões em suas odisseias musicais, a versatilidade colocada à prova em cada produção de variados grupos de dub/reggae nacionais e internacionais, grupos como Radiola Dub (BR), DubPlay (BR), Chin Dub (BR), Raggatack (ESP), Moa Anbessa (ITA), entre outros . Em 2010 solta sua mix tape “Independência ou Morte” o grito do it yourself em formas de rimas e versos inteligentes, longe do campo do senso comum vai do protesto racial e letras politizadas até fragmentos mais poéticos subjetivos nas entrelinhas costuradas entre groove afiado, delays, reverbs e batidas fortes.  Exótico e autêntico foge dos clichês do reggae e se mantém vanguarda e totalmente contemporâneo buscando cada vez mais seu espaço.  A música (single) “Já Basta “ que traz a arte de um grande artista plástico insano das colagens arte Punk que ilustrou toda idéia musical que nada mais é que a concretização de um período de conhecimento e amizade de Jean Marcus e o músico amigo e produtor Diego Max , que vinham trabalhando algum tempo dando inicio ao primeiro capitulo dessa história que está apenas começando.

Download

+ infos